Para a Beleza Durar Mais: batom

Segunda-feira começa com novidade aqui no Além das Tendências! De hoje até quinta-feira farei uma série de posts com truques de beleza, mas não qualquer truque…

Vamos falar a verdade: somos mulheres trabalhadoras, estudantes, com vida corrida demais para ficar indo ao banheiro de hora em hora para ver se a maquiagem está ok, ou fazer a unha a cada três dias e menos ainda lidar com perfume vencido :P. Além disso, temos vidas que começam em família, vão para o trabalho e terminam em algum passeio com as amigas ou o namorado. E temos que continuar lá, firmes, fortes e lindas.

Sendo assim, vamos segurar essa beleza no lugar onde ela tem que ficar! Começando pelo meu item de maquiagem favorito: o batom. tumblr_md7409CYFk1qggxqeo1_500_large

‘Tem coisas que uma mulher não pode ler antes de passar batom’, já dizia Holly Golightly (Audrey Hepburn <3)

Não sei se é porque minha boca é grande, mas só de passar um batom sinto que já estou produzida. Aquele batom incrível (sim, aquele mesmo que você só usa em situações em que quer arrasar) tem o poder de mudar o seu dia, e por isso mesmo precisa durar o dia inteiro! Diquinhas de como fazer isso right now:

Contorne os lábios antes de passar o batom. Pode ser com lápis para boca na cor parecida com a do batom ou com ele mesmo. Basta usar um pincel 😉

– Passe uma fina camada de pó compacto antes do batom, para deixar os lábios sequinhos. Não exagere aqui hein: pó em excesso pode deixar aqueles vincos dos lábios mais evidentes, e ninguém aqui quer isso!

– Aplique o seu batom favorito e retire o excesso pressionando um guardanapo.

– Se o seu batom for cremoso, melhor aplicá-lo com o pincel também. Assim você evita escorridas e borrões desnecessários. batom-5 Para resumir, olha só esse quadro disponível no site da Mahogany: BATOM-VERMELHO-PT Pronta para arrasar com seu batom favorito durante o dia inteiro? Tem alguma outra dica para compartilhar? Comente!

Crônica fashion: biblioteca, hemeroteca, ‘revistoteca’

Domingo, além de ser dia de Crônica Fashion, é dia de…de…faxina, claro! É aquele único dia em que a gente para em casa, olha ao redor e percebe que está dormindo no olho do furacão, tamanha a bagunça que se instalou no seu quarto. Ou seja, é hora de colocar aquela roupa confortável, prender o cabelo em um rabo de cavalo alto e colocar as mãos a obra!

E se tem uma coisa que eu não consigo ver desorganizada por muito tempo é a minha biblioteca. Ou melhor, meu projeto de biblioteca, que consiste em algumas prateleiras dentro do meu quarto mesmo. Tenho uma história com cada livro guardado aqui e, sério, não consigo me desapegar. Quando estava na primeira série do ensino fundamental, cada aluno ganhou um livro. O meu se chamava A menina da garrafa verde. Ou melhor, ainda se chama pois ele continua em exibição na minha prateleira. E em perfeito estado, viu?

foto (7)

 

‘A menina da garrafa verde’, um dos meus primeiros livros, com uma parte da biblioteca e a minha coleção de Elle’s, abaixo

Só que como se não bastasse eu ser a louca dos livros (principalmente dos livros de moda), também sou a louca das revistas. Assino cinco revistas, mas compro MUITAS outras ao longo do mês. E também tenho sérios problemas para me desapegar delas também. Principalmente das gringas. Ah, fala sério né: pagar R$ 30 em uma revista para jogar fora? Ou guardar de qualquer jeito? Ou recortar?!

Não que eu nunca tenha recortado uma revista. Aliás, já recortei várias, pois considerando a quantidade de revistas que eu consumo mensalmente, já teria ocupado minha casa inteira com elas há pelo menos dois anos atrás. Para evitar que isso aconteça, mantenho uma pequena hemeroteca, uma coleção de notícias de jornais e revistas recortadas guardadas em pastas. Sabe quando a gente é adolescente e “faz pasta” do artista que a gente gosta? Pois é, é isso, só que como se eu fosse muito fã da moda.

foto (9)

 

Minhas pastas de notícias exibindo algumas musas: Audrey Hepburn, Kate Middleton e Regina Guerreiro

Agora, com tudo organizado e no lugar, posso descansar com a certeza de que, quando me der um branco de ideias para escrever aqui ou no trabalho, posso recorrer aos meus arquivos! E isso me faz mais feliz do que um sapato novo, com toda a certeza!

foto (8)

Não reparem nas tomadas e nos fios bizarros; o importante é a coleção de livros de moda – e mais Elle’s! – arrumadinha 🙂

 

Mullet x Peplum: escolha a sua!

Oi minha gente! Como vocês estão?

Seguinte: já foi visto antes na história deste blog um duelo de saias, entre a mini e a longa (se você perdeu, clica aqui e dá uma olhadinha). Nesta primavera/verão, existem duas outras saias batalhando por um lugar no guarda-roupa das fashionistas de plantão: a mullet e a peplum. Nomes esquisitos, né?

 

Em sua coleção de verão 2013, o estilista Jason Wu levou ambas as saias para a passarela

Ambas já saíram do circuito da moda e chegaram às lojas de fast fashion (para noooossa alegria!), só que agora fica a dúvida: qual veste melhor cada tipo de corpo? Vamos lá:

Saia Mullet

Que raio é isso?! – é aquela saia que é mais comprida atrás e mais curta na frente. Quando foi relançada (ahá, já existia saia mullet!), ela era uma saia longa um pouco mais curta na frente; agora, a moda é a saia um pouco abaixo ou na altura do joelho.

Dica boa – combinar com uma regatinha por dentro e arrematar com um cinto. Adoro!

Cuidado! – a saia mullet achata a silhueta. As mais altas podem usar com tênis e rasteirinha sem medo de serem felizes; as baixinhas não podem abrir mão do salto alto, ou vão parecer mais baixinhas ainda.

 

Thaila Ayala arrasando na saia mullet…e no saltão!

Quem disse que saia mullet é novidade? Olha só o vestido de festa que Audrey Hepburn (diva!) usou no filme Sabrina

Saia Peplum

Que raio é isso?! – é aquela com volume bem localizado na cintura, aquele babadinho sabe?

Dica boa – a peça é ótima para quem tem o corpo do tipo triângulo invertido, ou seja, ombro largo e quadris estreitos. Deixe que os babados dão conta de ser a parte mais volumosa da sua roupa. No restante (blusinha, casaco…), seja mais básica, ok?

Cuidado! – esses benditos babadinhos ficam bem em uma área que muitas de nós queremos esconder: a linha do quadril. Tem bastante bumbum ou barriga? Melhor repensar…

 

Saia peplum e uma regatinha branca básica: precisa mais, Blake Lively?

Sinceramente, eu ainda estou em dúvida sobre qual gosto mais…e não tenho nenhuma das duas no meu guarda-roupa! Sugestões? Comente!