Fedora, panamá ou clochê: qual é o chapéu ideal para você?

Em tempos de Lollapalooza (que eu estou vendo de casa), um dos acessórios de destaque do momento é o chapéu. Mas nada de guardá-lo no fundo do guarda-roupa quando acabar o show do Pharrell Williams – um grande fã do acessório, diga-se de passagem.

pharrell-williams

Os chapéus são o acessório deste inverno, em especial os modelos em feltro e com abas. A tendência vem da Europa e desembarcou de vez por aqui após o desfile de Giuliana Romanno no último São Paulo Fashion Week.

041114-giuliana-romano-oi-2015-27-400x600

Uma das principais referências para o look de inverno deste ano são os anos 70, e os chapéus tem tudo a ver com o mood da época. Você olha para um chapéu desses e já completa mentalmente o look com calça flare – ou boca de sino, se voltarmos de vez à época – e camisa estampada. Ou um vestido em tecido artesanal, como crochê.

asgi6k-l-610x610-dress-boho-indie-maxi-mini-70s-70+s-1970-hats-floppy+hat-pendant-long+sleeves-gypsy

Mas vamos à questão existencial do negócio: como escolher o melhor modelo de chapéu para você, e se vale a pena investir no chapéu-tendência do momento, que no caso tem nome: fedora. Esse nome vem em homenagem a uma peça de teatro chamada Fedora, de Victorien Sardou, apresentada em Paris no ano de 1882. Apesar de ter ganhado nome e fama nas ruas parisienses, sua origem é austríaca. Se seu estilo é mais boho, o fedora é dá um toque charmoso ao look.

4d1e7f26a5505a973f391dfe8518ed63

Se você acha que não combina com o chapéu fedora, vejamos outros modelos que podem ter mais a ver com o seu estilo:

Panamá: não se decepcione, mas o chapéu panamá vem do Equador tá? Ele ganhou esse apelido por ter sido usado pelo presidente americano Theodore Roosevelt durante uma visita ao canal do Panamá em 1906. Usado até hoje por homens e mulheres, é provavelmente o modelo mais usado no Brasil, justamente por lembrar aquele clima gostoso de praia, sol e férias que a gente ama. Combina com todos os tipos de rosto, então, pode investir nele sem medo!

83846ec607e2c430314eb9245489f217

Clochê: em formato de sino, era o must have das mulheres bem vestidas da década de 1920. Sempre tinha algum adorno, em geral um lenço arrematado com broche. Combina com as mais românticas e vintage, mas tome cuidado: se seu rosto é mais arredondado esse chapéu pode não cair tão bem. Garotas com rostos mais angulosos encontram nesse modelo de chapéu uma maneira de suavizar os traços.

c7c4cc568ef215b527daf30a56d2df19

Para fechar, duas dicas de ouro de Christian Dior, extraídas do Pequeno Dicionário de Moda (o meu livro de moda favorito, lembra?):

1. Chapéu é como bolsa ou sapato: se você comprar de um material mais ou menos ele pode acabar com o seu look. Invista em modelos com materiais de qualidade.

2. “De vez em quando é mais fácil você se expressar com um chapéu do que com as suas roupas”. Moda é comunicação, e se você usa chapéu está passando uma mensagem para quem te observa.

eda1c694a6d4595a2cf89730338d0d6b

E você, curte usar chapéus? De quais modelos? Comente! 😉

P.S.: ah, tem mais lá no Pinterest do Além das Tendências, viu? Passa lá para conhecer!

Beauty News: cuidados com os cabelos na praia e na piscina

Gente, que calor é esse?!?

O verão chegou com tudo e está difícil não sair correndo em direção à praia ou a piscina (dá vontade até de dormir dentro da piscina, não é mesmo?). Só que, além da sua pele, seus cabelos também merecem uma atenção mais do que especial para encarar esse verão. Sendo assim, fiz uma lista com dicas simples para você voltar da praia tão belíssima quanto foi, e não parecendo que usou shampoo de laranja (“aquele que deixa seu cabelo um bagaço”).

cabelo verão 1

(Foto: Reprodução)

Antes da praia

– Vale a pena usar shampoo anti-resíduos por uma semana antes de colocar os pés na areia. Assim seu cabelo fica profundamente limpo das impurezas e consegue absorver melhor os produtos de proteção contra o sol. O condicionador pode continuar sendo o específico para o seu tipo de cabelo, ok?

– Passe no cabeleireiro para desejar boas festas e aproveite para cortar um pouco as pontas, evitando que elas ressequem à primeira brisa de verão. Se você, como eu, tinge os cabelos, é hora de dar férias para as químicas; deixe para retocar sua cor quando voltar da praia.

Na praia

– Hora de ir ver o mar! Você já colocou biquíni, passou aquele protetor solar esperto no corpo todo…e esqueceu de proteger os cabelos? Pode dar meia volta. Existem diversos protetores solares específicos para os fios; aplique antes de sair de casa e retoque a cada duas horas ou depois de entrar no mar. Importante: não passe o protetor com os fios de cabelo cheios de sal. Tome uma ducha antes de reaplicar o produto, combinado?

– A ducha também é importante quando seu destino for a piscina: o cabelo seco funciona quase como uma esponja de cloro, então molhe os fios antes de se jogar na água.

– Abuse de chapéus e bonés! Além de serem a cara do verão, eles mantem seu cabelo e seu rosto mais protegidos dos raios solares.

– Nunca, jamais, em hipótese alguma prenda os cabelos molhados. Eles ficam bem mais quebradiços! Se o calor estiver muito intenso e não der para esperar secar para tirar os cabelos das costas, prefira prendê-los com um lenço ok?

Depois da praia

– Use shampoo, condicionador e leave in específicos para cabelos expostos ao sol. É desse cuidado que eles mais precisam agora, não dos que os seus produtos de todo dia oferecem…

– Para desembaraçar os fios, prefira pentes de dentes largos. Se for de madeira, melhor ainda, pois ela diminui a eletricidade dos fios, deixando-os menos arrepiados e com tendência a quebrar. Vale colocar o pente na bolsa e usar na praia também, entre um mergulho e outro.

– Evite ao máximo secador e chapinha nesta época do ano. De calor já basta esse solzão! Se não der para escapar mesmo, use protetores térmicos.

cabelos verão 2

(Foto: Reprodução)

Agora sim! Preparadas para encarar o verão sem descuidar do cabelón? Tem alguma dica certeira? Comente! 🙂

Kate Middleton, 30 anos de estilo ao usar chapéus

Oi pessoas! Hoje, dia 9 de janeiro, Kate Middleton completa 30 anos. E, desde que ela e o príncipe William anunciaram o noivado, seguido do casamento que praticamente parou o mundo, a agora duquesa de Cambridge se tornou ícone de estilo, e é por isso que merece um post só para ela.

Além da meia-calça, item frequente em seu figurino após o casamento e que eu já falei aqui (se você não se lembra ou perdeu, clique aqui), um item pelo qual Kate Middleton é reconhecida são seus chapéus. Ela os possui de diferentes estilos, tamanhos e cores.

E já que hoje é aniversário dela, nada mais justo do que o Além das Tendências dar todas as dicas para você também usar chapéus! Afinal de contas, “o chapéu é uma opção que pode ser charmosa ou desastrosa para complementar um traje”, já dizia o consultor Gustavo Sarti. No próprio casamento de Kate e William houveram exibições de chapéus me-do-nhos…

Para encontrar um chapéu ideal, é preciso identificar o formato do seu rosto. Rostos redondos pedem chapéus de copas altas e abas médias. Já os mais ovais ficam melhor com os de copas baixas e abas largas. Os rostos quadrados ou triangulares ficam bem com chapéus de copas redondas, que suavizam o formato do rosto.

As mulheres de pele clara ficam melhor com chapéus nas seguintes cores: branco, bege, cinza, marrom, rosado, preto, roxo e azul. Já as de pele morena e negra combinam com os chapéus bege, marrom, amarelo, vermelho e verde.

Valem ainda outras dicas:
– Se você é baixinha, os de aba média ou curta são ideais.
Gordinhas podem usar os modelos com copa alta. E não se esqueça: a partir do momento que você coloca um chapéu, ele se torna o ponto focal do seu look, desviando a atenção de áreas que você deseja esconder.
– Não use a mesma cor ou textura no chapéu e na roupa: os itens devem conversar, mas não ser iguais, combinado?

Encerrado o assunto chapéus, termino este post com a foto do vestido de noiva usado por Kate Middleton, da grife Alexander McQueen. Deus, permita que eu case com um pelo menos parecido com esse…rs