Para a Beleza Durar Mais: perfume

E lá vamos nós de novo que hoje o dia está cheio! Continuando nossa série de dicas de beleza, hoje vou falar sobre outro item que acho essencial: o perfume.

90c98d695a2396f4cbe9559a3e84f18f

Lááá no longínquo 2011 eu falei sobre como encontrar o seu perfume ideal e dicas para usá-lo sem irritar o nariz de ninguém. Se você não lembra ou ainda não acompanhava o blog, clica aqui e confere.

A principal dica para fazer o perfume durar o dia inteiro já estava naquele post: aplique-o nas áreas de maior circulação sanguínea: pulsos, atrás das orelhas, nuca e dobras dos braços.

Se seu perfume também tem um hidratante com o mesmo aroma, vale combinar o uso dos dois. Assim que sair do banho, aplique o hidratante; seus poros estarão mais abertos, facilitando a absorção tanto do perfume quanto dos compostos que deixam sua pele macia. Antes de sair de casa, aplique o perfume nas áreas indicadas.

5be2262e5a234cfc82a42494ee11ad85

Victoria’s Secret é a marca campeã na combinação hidratante+colônia

Se você gosta dos perfumes mais cítricos ou frutais já deve estar acostumada com o fato de eles, literalmente, evaporarem. E isso acontece justamente porque essas notas são compostas de ingredientes mais leves mesmo. Se você quer um perfume que dure o dia inteiro, prefira os que são mais amadeirados. Mas não se esqueça do mais importante: ser fiel ao seu estilo. Se você não combina com fragrâncias de notas mais encorpadas, seja feliz com seu perfume fresquinho sem problemas. Basta levar uma versão menor dele na bolsa e retocar ao longo do dia, certo? 😉

Perfumes também se dividem em concentrações. Você já deve ter escutado termos como eau de toillete, por exemplo: eles indicam a concentração das matérias-primas da fragrância. Se você quer um cheiro que dure mais tempo, prefira perfumes mais concentrados. A ordem é a seguinte:

Parfum > Eau de Parfum > Eau de Toilette > Eau de Cologne

db21c1dc0390b308a065fb254e579cfa

Falou e disse, Monsieur Dior!

É isso! Não quero ninguém com perfume vencendo antes da hora, hein? E me conta qual é o perfume que você mais gosta?

Fashion Chronicles: meu primeiro livro de moda

Muita gente me pergunta quando comecei a me interessar por moda.  E essa história, como várias outras na minha vida, se relaciona com um livro. Pode ter certeza desde já: não era um livro que eu li na infância e me fez crescer entre retalhos e botões, sapatos e cabides. Meu interesse pelo mundo da moda veio bem mais tarde.

Era 2009, nem faz tanto tempo assim. Na época eu trabalhava no Aeroporto (o Aeroporto Internacional Governador André Franco Montoro, ou Aeroporto de Cumbica, ou Aeroporto de Guarulhos, ou “aquele lugar longe pra caramba”, como preferir). Estava indo buscar algo para comer e não resisti a uma passada rápida na livraria de lá. Livrarias são bem irresistíveis pra mim.

Foi quando bati o olho neste livrinho aqui:

IMG_0825

Eu ainda não sabia o quanto ele mudaria minha vida.

Se você já teve alguma vez na vida vontade de comprar um livro de moda, sabe o quanto eles são lindos…e caros. Só que esta belezinha não só cabia no meu bolso fisicamente mas também financeiramente. Não gastei nem R$ 30 nele. Fui para casa feliz e comecei minha leitura no dia seguinte. Estava fisgada.

O Pequeno Dicionário de Moda foi escrito pelo próprio Christian Dior na década de 1950, quando ele explodiu com seu “New Look”. Ele dá dicas bem objetivas sobre roupas, tecidos, acessórios e outros itens que sempre lhe despertaram o interesse, como perfumes, por exemplo. Sentia como se Dior estivesse ao meu lado, mostrando minhas falhas ao vestir mas ao mesmo tempo dizendo que era possível fazer tudo do jeito certo. Que não era tarde demais.

E pronto.  Minha vida estava transformada para sempre. Vieram outros livros, muitas revistas, o curso de personal stylist, o trabalho com produção de moda e, mais importante, esse blog querido!

Interessou? Clica aqui e saiba mais sobre o livro!

Rezo para que um dia minhas palavras sobre moda sejam lidas como as de Christian Dior: indicações precisas, mas com aquele jeito de conversa de amigos. Espero estar seguindo pelo caminho certo 🙂
E vocês? Já leram algum livro que mudou o rumo das suas vidas? Comentem!

Post dedicado ao grande Christian Dior, que faria 110 anos hoje se estivesse vivo, e ao meu querido Aeroporto, que completou 30 anos de vida ontem, dia 20. 

Fashion Rio: Acquastudio traz estilo dos anos 50 para a passarela

Que tal um pouco de história da moda? Nesta terça-feira (10), começou o Fashion Rio. Confesso ter visto poucos desfiles, mas com certeza vi um dos mais lindos: o da Acquastudio. A marca se inspirou na moda dos anos 1950, conhecida como o “New Look”. Mas o que ele tinha de tão novo assim?

A moda que marcou o final da Segunda Guerra Mundial era utilitária: para se ter ideia, em 1942, ainda durante a Guerra, um manual de produção de vestuário foi feito na Inglaterra foi feito para produzir modelos econômicos, com uso de tecidos e botões limitados, reduzindo costuras, proibição de enfeites… A Guerra chegou ao fim em setembro de 1945, mas o Utilitarismo na moda durou até meados de 1952. E foi um evento em 12 de fevereiro de 1947 que começou a mudar as coisas.

Foi neste dia que Christian Dior apresentou sua coleção “Corolle”, que ganhou este nome por apresentar saias que se abriam como flores. E este visual era o completo oposto do que vinha sendo feito. Dior não economizou: tecidos estruturados, cintura bem marcada, saias volumosas, tudo que as mulheres tinham direito depois de tantos anos de materiais rigorosamente restritos. Foi uma revolução, que gerou críticas, sim, mas virou moda.

E foi toda essa história que a Acquastudio foi buscar e trouxe em seu desfile. Saias amplas, ombros levemente caídos e muita, mas muita cintura marcada. E essa moda pegou mesmo: as lojas estão cheias de cintinhos ou até mesmo de blusas que já vem com eles, não é? Para quem se acha “sem cintura”, é uma boa investir no “novo New Look”, agora sabendo de toda a sua origem 😉

“Usar um cinto é a maneira mais maravilhosa de acentuar sua cintura” – Christian Dior

Inspire-se…

Gostaram? Não? Amanhã eu vou trabalhar de cinturinha marcada…rs