Ronaldo Ésper: ‘não dá para ser Lady Gaga o tempo todo’

Em passagem pela RedeTV!, Ronaldo Ésper conversou comigo sobre as principais semanas de moda brasileiras, o SPFW e o Fashion Rio. O estilista alfinetou a decadência dos eventos e o exagero das peças apresentadas nos desfiles, que não correspondem à realidade. Também falou sobre a mudança no calendário de moda nacional, para se adaptar ao internacional.Veja o vídeo!

20121203113250HbnwhOKfLz

O Fashion Rio vem aí!

Assim como o São Paulo Fashion Week (SPFW), o Fashion Rio também teve sua edição de inverno adiantada e começa a apresentar suas coleções hoje, no Piér Mauá. Também em edição enxuta, com apenas três dias de desfiles, não conta com suas tradicionais marcas de moda praia, que desfilam apenas na temporada de verão.

Confira o line up e programe-se para ver o seu desfile favorito (online claro, já que as credenciais para o evento foram disputadíssimas)

7/11, quarta-feira
11h Rio Moda Hype
17h Acquastudio
18h Herchcovitch
19h30 Oh Boy
20h Ágatha
21h Alessa
22h TNG

8/11, quinta-feira
12h Bianca Marques
17h Oestúdio
18h30 Sacada
19h30 Filhas de Gaia
20h30 2nd Floor
22h Espaço Fashion

9/11, sexta-feira
17h R.Groove
18h Nica Kessler
19h Andrea Marques
20h Patachou
21h Coca-Cola Clothing
22h Ausländer

Crônica Fashion: a desconhecida moda brasileira

Como eu já disse por aqui um milhão de vezes, eu leio muitas revistas por mês. Em sua maioria, femininas. Em específico, as de moda. E, de uns anos para cá, tudo o que se fala é sobre a ascensão da moda brasileira, do destaque que os estilistas brasileiros estão tendo fora do país, do interesse das grandes redes de fast fashion em fazer parcerias com estilistas brasileiros em coleções-cápsula…enfim, a moda brasileira é um sucesso! Ou não…

Infelizmente as informações de moda estão disponíveis para um grupo muito seleto de pessoas. Essa patota, como diria minha avó, é quem lê blogs de moda, revistas, vê desfiles, mas a grande maioria da população brasileira não faz ideia da “moda fervilhante” que temos. A grande maioria não vai as lojas de fast fashion por causa da coleção de um estilista aí: vai porque é lá que compra suas roupas, ué!

Daqui a pouco chega mais um São Paulo Fashion Week e um Fashion Rio. As fashionista pira, mas os brasileiros não param por isso. Nem por um minuto. Tem gente que vive sem saber da semana de moda, e tem razões para isso: já foram 34 SPFW, um mais exclusivista que o outro. Eventos ultra fechados, sendo que a moda é uma expressão cultural: se até os melhores museus tem dias que abrem de graça, sem olhar a quem, porque as semanas de moda são feitas sempre, e todos os dias, para poucos?

Ano passado fui a uma palestra bem interessante. Um dos convidados da noite era diretor de uma agência de publicidade que é responsável pela propaganda de uma famosa marca de sabonetes. A marca queria lançar uma linha de produtos assinada por um estilista brasileiro e pediu para que a agência fizesse uma pesquisa com seus consumidores para escolher o tal estilista. Quer saber o resultado? Os estilistas brasileiros mais conhecidos dos consumidores são Clodovil e Ronaldo Ésper! Herchcovitch, terceiro colocado, aparece com míseros 3%.

 

Vai Clô, pinta nosso céu de cor de rosa pois você ainda é o estilista mais famoso do Brasil!

Até quando a moda brasileira pretende se esconder dos brasileiros e se mostrar para o mundo?