Fashion Files: o São Paulo Fashion Week vem aí!

Faltam pouco mais de 10 dias para a principal semana de moda brasileira: é hora de ficar atento às novidades e saber o que promete bombar no próximo verão. Só que, além de apresentar as principais tendências da estação, essa edição do São Paulo Fashion Week (SPFW) tem um gosto especial…

animale-verao-2015-spfw-interna

Fila final do desfile de verão 2015 da Animale, que abre novamente o SPFW

Em 2015 a semana de moda comemora 20 anos de existência. Vem homenageando o “fazer”, a humanização da moda contra a produção automática e em série. Um retorno ao qual muitos de nós já temos considerado, fazendo surgir o termo slow fashion em contraposição ao já famoso fast fashion.

Pense bem: fora as bobagens do tipo “ela está usando a mesma roupa que eu”, não é gostoso saber que algo foi feito para você? Ou sentir isso ao perceber que determinada marca se preocupa com o detalhe de cada uma de suas peças, do tecido aos acabamentos…

Mas vamos voltar ao SPFW. Essa edição contará com o retorno de Isabela Capeto (quase cinco anos sem desfilar, meu Deus! Volte para nós!) e as apresentações de marcas que se apresentavam no Fashion Rio, como Lenny Niemeyer, Triya e Salinas.

Abaixo tem o line up completo para você se programar e não perder os desfiles das suas grifes favoritas – ou quem sabe, se deixar encantar por um novo “modo de fazer” que você ainda não conhece. E nem me venha com desculpas de que não tem convite, pois dá para assistir a t-o-d-o-s pelo site FFW.

Segunda-feira, 13 de abril
16h – Animale
17h30 – Uma Raquel Davidowicz
18h30 – TNG
19h30 – PatBo
20h30 – Cavalera

Terça-feira, 14 de abril
10h – Paula Raia
11h30 – Osklen
15h – Ellus
16h – Água de Coco por Liana Thomaz
17h15 – Lilly Sarti
18h30 – Sacada
19h45 – Juliana Jabour
21h – Triya

Quarta-feira, 15 de abril
10h – Isabela Capeto
11h30 – Reinaldo Lourenço
13h30 – Alexandre Herchcovitch
15h – Ronaldo Fraga
16h – Lolitta
17h – Salinas
18h – Vitorino Campos
19h – João Pimenta
20h30 – Colcci
Quinta-feira, 16 de abril
10h – Giuliana Romanno
11h30 – Lino Villaventura
13h – Patricia Viera
15h30 – Acquastudio
16h30 – Lenny Niemeyer
17h30 – GIG Couture
18h30 – Têca por Helô Rocha
19h30 – Iódice
20h30 – Samuel Cirnansck
Sexta-feira, 17 de abril
10h – FH por Fause Haten
15h – Apartamento 03
16h – Gloria Coelho
17h – Adriana Degreas
18h – Wagner Kallieno
19h – Amapô
20h – 2nd Floor

Qual desfile você não vai querer perder? Comente! 😉

P.S.: chegamos ao post de número 200 do Além das Tendências! É dia de festa! E dia de pensar “gente, eu já escrevi muita coisa hein?”

Conheça a história do biquíni + solução do mistério

Gente, estamos no início da primavera mas as mulheres já começam a se preparar para o verão, que logo logo bate a porta exigindo corpo em dia para desfilar na praia. Para aproveitar que o sol voltou a brilhar em São Paulo e ir entrando no clima de verão, que tal um pouco de história da moda?

A história do biquíni não tem um começo feliz a beira mar. Muito pelo contrário; em julho de 1946, militares americanos retiraram 10 mil moradores do Atol de Bikini, nas Ilhas Marshall, pois fariam ali testes com bombas nucleares. Alguns deles foram para ilhas no sul do Pacífico, onde acabram sofrendo os efeitos colaterais da radiação. Para que os médicos americanos pudessem examinar as pessoas, que estavam completamente nuas já que a radiação havia destruído suas roupas, os militares usaram folhas de exemplares velhos do jornal The New York Times para cobrir pelo menos as partes íntimas dos doentes. Sim, foi daí que um estilista francês teve a ideia do biquíni.

Claro que isso foi um escândalo para a socieade da época, que só começou a se interessar pelo pequenino traje de banho quando ele conquistou as telas de cinema. Na década de 50, Marylin Monroe, Brigitte Bardot e principalmente Úrsula Andress, a primeira bond girl, foram essenciais para a aceitação do biquíni, que, por aqui, ficavam cada vez menores…

Nos anos 70 foi criada a tanga, aqui no Rio de Janeiro. Na década de 80 vieram o lacinho, o cortininha (que até hoje é preferência nacional) e o enroladinho, que tinha as laterais da calcinha retorcidas. Para encerrar a década, o minúsculo fio-dental deu o ar de sua graça nas praias brasileiras.

Dos anos 90 para cá a evolução do biquíni parou de acontecer no tamanho e foi para os tecidos, que ficaram cada vez mais tecnológicos. Tecidos cortados a laser e que ofereciam proteção contra raios ultra-violeta começam a entrar em cena. Grifes brazucas como Cia Marítima, Lenny, Movimento, Rosa Chá e Salinas ganham posição de destaque no mundo inteiro. Nisso somos referência mesmo!

Bacana não é mesmo? Então mergulhe já nas tendências de verão! Olha só o que já passou por aqui:

 

E a resposta do “mistério” do dia. Hoje resolvi entrar nesse clima praiano e tal…e estou usando uma canga como echarpe! Quem adivinhou?

 

Tropical: aprenda a usar a estampa que é a cara do verão

Oi pessoas!

Nas últimas coleções, muitos estilistas brasileiros buscaram o próprio Brasil como inspiração. Surgiram, então, nas passarelas vestidos, blusas e calças com estampas tropicalíssimas: folhagens, araras, tucanos e por aí vai. Mas como entrar na onda sem ficar parecendo uma alegoria de Carnaval? Primeira regra: menos sempre é mais. Isto é, se você vai usar uma estampa tropical, combine-a com outras peças mais neutras. Se for um vestido, entre o tropical e o tropical-assimétrico-com babadinhos, prefira a primeira opção.

Inspire-se: vestido Água de Coco

Quando o assunto é estampa, tudo depende do seu corpo. Ou seja, se você tem…

…muito busto: tente usar blusas com estampas que criem uma ideia de listras verticais, para alongar a região. Decotes em U são bem-vindos também. Não quer arriscar? Que tal blusa lisa e calça estampada?

Inspire-se: camisa e calça Triton

…pouco busto: use blusas que criem a ilusão de listras horizontais. Uma boa opção é apostar nas frentes únicas, que realçam os ombros e aproximam os seios, fazendo com que eles pareçam maiores.

Inspire-se: biquíni Lenny

…sou baixinha: que tal começar a entrar no clima com um acessório? Colares criam uma linha vertical no centro da silhueta, alongando-a. Evite estampas graúdas.

Inspire-se: bolsa Triton

…sou muito alta: você pode unir duas tendências do verão, a estampa tropical e a saia longa. Esta peça, também super em alta, vai equilibrar sua silhueta. Não use a blusa da mesma cor da saia: “quebras” favorecem você.

Inspire-se: vestido Lenny


…estou acima do peso: escolha as estampas com fundo escuro, para não chamar tanta atenção para esta parte do corpo. Você também pode investir em camisas: o abotoamento reto cria a ilusão de alongamento.

Inspire-se: camisa Triton

Gostaram? Vão usar? Estão vendo o Fashion Rio? Eu também!

NEWS ALERT, NEWS ALERT!

Agora o Além das Tendências tem um novo cantinho, na RedeTV! Clique e confira 🙂