Week Look: tá chovendo em SP!

Depois de tanta espera, chuva em São Paulo, senhoras e senhores! Porém, como sou uma pessoa sem local de trabalho fixo (tirando meu home office), hoje é dia de pernar embaixo d’água.

IMG_0308.JPG

Vestido Renner
Blazer Mitz Fashion Store
Botas Arezzo
Bolsa Rosana Mattua

Stella McCartney na C&A: entenda o que é fast fashion

Depois de dias, até meses de espera, chega a coleção de Stella McCarney (sim, ela é filha do Paul) para a C&A. O exemplo mais recente de fast fashion em terras brasileiras. Opa, fast fashion? O quê é isso?

Vamos primeiro ao pé da letra. Pressionando a tecla SAP, fast fashion vira moda rápida. E é bem esse o conceito: trazer as novidades apresentadas nas passarelas cada vez mais rápido para as lojas, e para cada vez mais consumidores. As roupas da última coleção do estilista X podem ter genéricos em lojas mais acessíveis mais rápido do que se imagina, então se ele mesmo puder fazer isso, melhor para ele.

Quem domina o mercado de fast fashion é a rede espanhola Zara.  O lucro da Inditex, companhia que administra a Zara e outras lojas, teve faturamento de 1,7 bilhões de euros no ano passado. A ideia deles, e do fast fashion como um todo, é, com base no que é visto de tendências, trocar as coleções semanalmente (em alguns casos de loucura extrema, diariamente!). O negócio dá certo…

E é por isso que, numa maneira de se auto-promover e evitar o plágio descarado, alguns estilistas tem lançado pequenas coleções em lojas de departamento. O primeiro que fez isso foi Karl Lagerfeld, o homem por trás da Chanel, que lançou uma coleção para a H&M. As peças esgotaram em dois dias. Sem brincadeira. No Brasil, as lojas de fast fashion são as nossas queridas e conhecidas C&A, Renner, Riachuelo e companhia.

E é em busca de um novo mercado que Stella McCartney e todo seu minimalismo desembarcaram por aqui. Os 27 itens, adaptações ao público brasileiro de clássicos da estilista, foram feitos em tecidos 100% naturais e pendurados em cabides feitos de material reciclado. Sim, a mulher alia em si mesma duas tendências: fast fashion e sustentabilidade.

Para quem gosta de roupas discretas, vale dar uma conferida. No site oficial da coleção (http://stellamccartneycea.com.br – o site toca música, tá? Só pra avisar…) você pode ver todas as peças, e inclusive combiná-las.

Ó lá eu vendo a coleção da Stella McCartney na C&A - Foto: Rafael Balago

Gostou? Detestou? Estava com saudade? Comente 🙂

 

P.S.: a não-notícia de ontem era que Stella McCartney estava hospedada na casa de Angélica e Luciano Huck, em Angra dos Reis. Eles já hospedaram o casal Kutcher também. Assim, abre uma pousada de uma vez! Expande o negócio, ganha dinheiro…

P.S.2: lembra que a Christina Aguillera estava no SPFW (não? Clica aqui que eu te lembro)? Então, semana que vem sai a coleção dela, na C&A também. Dia 31.

P.S.3: não, eu não recebo releases da C&A. Eles estão bombando mesmo. Mas aguardem: em abril tem Cris Barros na Riachuelo. E a loja já vem negociando com Thaís Gusmão e Pedro Lourenço. Luxo democrático!