Top 5 músicas para o fim de semana

dancing

Opa! Como vão as coisas por aí, pessoas queridas? Prontos para o final de semana?

Fiz um top 5 com músicas que marcaram essa semana e que podem ganhar um espacinho na sua playlist de sábado e domingo. Tem de tudo um pouco, afinal eu gosto um pouco de tudo. Bora lá?

5. Rebellion, Linkin Park featuring Daron Malakian (System of a Down)

O porquê da música: nesta terça-feira (18) começaram as vendas do Rock in Rio Card, ingresso antecipado para o Rock in Rio do ano que vem, e o System está confirmado. Quanto a mim, não estou ainda confirmada neste evento, já que não consegui comprar meu ingresso :/ Então, apostei neste featuring incrível com o Linkin Park, outra banda que eu amo, para expressar a minha raiva mas ao mesmo tempo não perder as esperanças de conseguir um ingresso quando começar a venda normal (tá bom Cláudia, senta lá…)

4. Queenie Eye, Paul McCartney

O porquê da música: ele está chegando, minha gente! Paul McCartney volta a São Paulo nesta terça e quarta-feira para os primeiros shows no Allianz Parque, o novo estádio do Palmeiras. E adivinha quem estará lá cantando essa música das arquibancadas? o/

3. Beg for it, Iggy Azalea featuring M0

O porquê da música: já curtia a Iggy desde o ano passado, contudo este ano pude conhecer ainda mais do trabalho dessa australiana incrível e dou muito valor ao que ela faz. Pela música nova (sem falar no featuring com a Ellie Goulding, que dá para ouvir um trechinho clicando aqui) já dá para sentir que o próximo álbum da loira vai ser um sucesso.

2. Yellow Flicker Beat, Lorde

O porquê da música: it’s Mockingjay Time! A primeira parte da terceira parte (se é que isso faz sentido) da saga Jogos Vorazes estreou nos cinemas brasileiros nesta semana e eu, claro, já fui assistir. Quem me conhece sabe que eu tenho algumas reservas em relação à Lorde, mas gostei muito desta música, que está na trilha sonora de A Esperança – parte 1.

1. Lips Are Movin, Meghan Trainor

O porquê da música: ah gente, bora sair da cadeira e se mexer ao som da Meghan! É sexta-feira, e ela é simplesmente diva!

Quais são as músicas que vão embalar o seu final de semana? Comente e me conte 😉

Rock in Rio: aprenda a usar leggings com Ke$ha

É, hoje é dia de rock bebês! (não entendeu a piada? Clica aqui que você entende) Bom, na verdade o que menos tem na noite de hoje no Palco Mundo é rock. Enquanto escrevo este post estou curtindo o soul animado de Janelle Monae, e esperando ansiosamente pelo pop de Ke$ha. E é sobre o estilo dela que vamos falar hoje.

Calma: o estilo da cantora de 24 anos é bem exagerado, eu sei. Só que, tanto nos palcos quanto nos momentos de lazer, Ke$ha é fã de leggings. E toda mulher usa leggings. Mas será que todas sabem usar da forma correta?

Originalmente, a ideia era que as leggings fossem usadas na academia, porém o conforto proporcionado pela peça fez com que ela ganhasse as ruas. De dia ou de noite, a legging é uma peça certeira: sob o sol, escolha as básicas; a noite, ouse com as brilhantes ou estampadas (mas combinadas com uma blusa mais sequinha). Olhe os exemplos de Ke$ha:

Por serem justas, as leggings acabam enfatizando o bumbum. Logo, é melhor combiná-la com uma camisa ou blusa que cubra a região. Quer parecer mais alta? Use o sapato da cor da legging, para dar a impressão de que suas pernas são mais compridas.

Note como Ke$ha parece mais alta quando coordena a cor do sapato com a da legging; na primeira foto, ela ficou baixinha

Como não posso deixar de falar, dica para as gordinhas: prefiram as leggings de cores opacas ou mais escuras. Uma peça que cai superbem nas mais cheinhas é a jegging, a legging jeans. Vale investir em uma!

Gostou? Detestou? Achou curtinho? Mas já vai começar a Ke$ha! E eu vou acompanhar!

Rock in Rio: o estilo doce de Katy Perry

Opa, voltei! Estava viajando neste fim de semana (post sobre isso em breve), mas, na sexta-feira (23) à noite, sentei na frente da TV e assisti o show de Katy Perry. Pelas músicas, sim: gosto bastante de algumas músicas de Katy, “Fireworks”, “Waking up in Vegas” e “E.T.” pra citar algumas. Porém, o que eu queria ver com atenção eram os figurinos. E quantos figurinos!

Claro que no Rock in Rio, Katy precisou reduzir o tamanho do show – que costuma ter um pouco mais de duas horas – e, consequentemente, a quantidade de figurinos. Mas Katy Perry se mostrou uma mestra na arte de trocar de roupas: só em “Hot’n Cold” ela troca de figurino sete vezes (foi o que eu consegui contar, me corrijam se eu estiver errada!), e sem sair do palco, com a ajuda de truques de mágica. Assista abaixo:

Alguns dos figurinos de Katy Perry foram criados pelo estilista Jeremy Scott, que já trabalhou com artistas como Rihanna, Björk, Lady Gaga, Beyoncé e várias outras. É dele o biquíni prata que imita os famosos Hershey’s Kisses. Olha só:

Claro que não dá para sair na rua – e nem ir à praia – com um biquíni assim. Mas Katy Perry nos ensina algumas lições com seus figurinos. Por exemplo…

– Color blocking para iniciantes: nem só de rosa pink e laranja berrante vive o color blocking, e nem Katy Perry. A cantora mostra que é possível combinar cores contrastantes sem berrar.

  

– Básico com algo a mais: camisa branca, calça de alfaiataria, vestido corte A…todo mundo sabe que essas peças não podem faltar no guarda-roupa, mas o mundo seria um lugar muito chato se todos fossem assim tão básicos. Katy Perry sabe disso e enche de balas (que giram de verdade!) o vestidinho branco básico. Claro que você não vai sair assim, mas pense em acessórios para incrementar seu look: a camisa branca pode ficar mais interessante em uma sobreposição, e o vestido pode receber um cinto, e ser usado com pulseiras e brincos alegres.

– Guarda-roupa da vovó: Katy Perry é superadepta do estilo retrô, que traz elementos de uma outra época e cria uma “releitura” no presente. Como por exemplo este vestido, que parece ter saído de um velho baú de família. Hoje em dia, vale a pena recorrer a brechós (existem os online, que eu já falei por aqui) ou mesmo ao guarda-roupa de parentes e amigas. Eu adoro me apropriar das roupas que minha mãe ou minha tia não usam mais!

– Não tenha medo de ousar: o que quer que você vista, seja você mesma, naquele momento. Com atitude. Sem isso, qualquer roupa que você vista será apenas um pedaço de tecido; use suas roupas para mostrar quem você é!

Bom, é isso. Gostaram? Não? Querem mais Katy Perry? Então assiste!