Dicas de moda que aprendi com São Paulo

sao-paulo

Sempre leve um cardigã na bolsa, esteja frio ou calor (você nunca sabe o que esperar do ar condicionado).

Também sempre leve guarda-chuva. O modelo ideal é pequeno, que caiba na sua bolsa.

As sacolinhas plásticas estão cada vez mais raras, o que é bom para o planeta, claro. Quando se deparar com uma, dobre-a e guarde dentro da bolsa; ela servirá para manter seu guarda-chuva molhado longe das outras coisas.

Se você precisa (ou ama) trabalhar de salto alto, também leve-o na bolsa – dirija ou pegue o transporte coletivo com sapatos confortáveis.

Para muitas pessoas São Paulo é uma cidade cinza. Seja você mesmo o ponto de cor nessa cidade, fugindo de vez em quando dos tons neutros.

Se você precisa fazer compras e está com pressa (típico), São Paulo tem dezenas de shoppings a sua disposição. Se está sem pressa e quer economizar dinheiro, duas palavras: José Paulino (mas para economizar tem que ir às lojas certas, viu? Pode sair no mesmo preço de shopping se você não pesquisar.)

São Paulo me ensinou a usar vestidos versáteis, aqueles que funcionam no verão e no inverno. Basta colocar uma meia-calça opaca.

Realmente tenha cuidado com o vão entre o trem e a plataforma quando estiver usando sapatos que não são presos ao pé (ouça a voz da experiência aqui).

Complemente seus looks com acessórios comprados na rua Augusta, na Teodoro Sampaio ou na Liberdade.

Use looks que se adaptem às diversas atividades que essa cidade proporciona: do curso ao trabalho, do trabalho à academia, da academia ao barzinho, do barzinho à balada…

Inspire-se nos estilistas paulistas: na rebeldia de Alexandre Herchcovitch, na modernidade de Gloria Coelho (ela nasceu em Minas Gerais, mas se estabeleceu por aqui), na elegância de Reinaldo Lourenço (de Prudente para a capital paulista), na criatividade de Fause Haten… No fim das contas, rebeldia, modernidade, elegância e criatividade são as características da própria São Paulo. Feliz aniversário! 

IMG_4776

SPFW Verão 2016: parque de diversões, Bowie com Anitta e o desfile de uma modelo só

Acabou o São Paulo Fashion Week 😦

Já que hoje é sábado-emenda-de-feriado e todo mundo está com um tempinho a mais, que tal acompanharmos os desfiles do último dia de SPFW na íntegra? Sim, temos todos os vídeos aqui!

Bora arrasar nesse sábado? Então vem o/

– a modelo única de FH por Fause Haten

503591-970x600-1

E não era exatamente uma modelo. O estilista, que apresentou sua nova coleção em seu ateliê-loja em Pinheiros, convidou uma de suas clientes para vestir seus looks, e foi exatamente essa sua inspiração: a relação entre cliente e estilista, bem como o universo das blogueiras de moda (obrigada pela homenagem, Fause querido!). Vale a pena conferir essa apresentação:

– as amarrações da Apartamento 03

O estilista Luis Cláudio foi buscar na religião as referências para a sua coleção. O resultado foram vários looks em preto e branco, uma mistura de paz e introspecção. As amarrações na cintura das calças ou nos vestidos traz o foco para a região do ventre, uma área considerada delicada para várias religiões. Apresentação abaixo!

– as peças futuristas e curativas de Gloria Coelho

Como não amar Gloria Coelho? Nesta coleção a estilista propõe a cura através da moda: os forros das peças traziam palavras como “paz” e “proteção” impressas. Com mood bem esportivo, a maioria delas era feita em vinil, outra referência ao chamado futurismo retrô (como o futuro era imaginado nas décadas de 1960 e 1970). E teve direito a Isis Valverde na passarela. Bora assistir?

– os tubarões de Adriana Degreas

A estilista buscou inspiração no universo do surf para a sua coleção de verão, mas além dos atletas outros “seres marinhos” também estavam presentes na coleção: os tubarões, representados em estampas e recortes. Também foi uma marca que apostou com força no preto e branco.

– o surrealismo de Wagner Kallieno

Kallieno foi buscar suas referências para o verão na obra de Joan Miró. Cores intensas, como laranja, verde menta e lilás deram o tom a peças assimétricas. Além delas, muito branco. A influência dos anos 1970 também é visível. Confira a apresentação:

– a ginástica com funk da Amapô

Só a Amapô mesmo para conseguir misturar ginástica aeróbica, Barbarella e David Bowie. E conseguir um resultado lindo. Um dos desfiles mais divertidos da semana, com foco no jeanswear. Vale a pena assistir: você vai ficar ba-ban-do!

– o parque de diversões da 2nd Floor

Para fechar a semana de moda em grande estilo, a marca foi buscar sua inspiração de verão em Coney Island, o parque de diversões de Nova York. A passarela estava forrada de ingressos de parque. Cores vibrantes animaram os looks e fizeram uma despedida incrível para o SPFW.

Acabou? NÃO!

Agora o melhor vídeo do São Paulo Fashion Week: Jout Jout!

Ainda não conhece a vlogger? Então aproveite o sábado para se divertir com seus vídeos 😉 Neste, feito a convite da revista Elle, Jout Jout acompanha o desfile de Alexandre Herchcovitch, descobre que Constanza Pascolato é “normalzinha” e conversa com a modelo Bruna Tenório no backstage.

O SPFW chegou ao fim…qual foi seu desfile favorito? E qual sua aposta para o verão? Comente!

SPFW Verão 2016: entre saltos plataforma e lenços que viram óculos de sol

E o São Paulo Fashion Week não para, minha gente! É tanta coisa para ver… Sendo assim, para tornar sua vida mais prática, salta mais um resumo por acessórios do SPFW no capricho!

– as plataformas de Giuliana Romanno

Em apresentação no Instituto Tomie Otake, a estilista apresentou um verão bem fresh, caprichando nos tecidos mais leves e transparências. Para dar aquele contraste, saltos plataforma que deixariam qualquer Spice Girl no chinelo!

detalhes-giuliana-romanno-spfw-verao2016-004-654x983 tumblr_mgvxc27hW91s3hz31o1_500

Ah, as plataformas das Spice Girls…

Aliás, aproveitando o momento, happy birthday Victoria Beckham!

qXouwOk, chega de Spice Girls. De volta ao SPFW:

– os acessórios de cabeça (e as lentes de contato) de Lino Villaventura

Lino é um espetáculo sempre. O estilista esbanjou dramaticidade (como sempre) em sua apresentação no Museu Afro Brasil, relembrando peças icônicas de seus desfiles em SPFWs passados. Quem abriu seu desfile foi a modelo Marina Dias, com o mesmo look que usou na passarela em 1997, só que dessa vez acompanhado de lentes de contato brancas :O Várias modelos também usaram lentes e a profusão de acessórios de cabeça deu o tom de performance teatral.

detalhes-lino-villaventura-spfw-verao2016-18-654x985

– as sandálias plataforma de Patrícia Vieira 

A estilista transformou peças de couro em itens de verão inspirada nas cores da Costa Rica. Patrícia Vieira também embarcou na onda das plataformas para arrematar seus looks, em sandálias poderosas.

detalhes-patricia-viera-spfw-verao2016-12-654x983

– as sandálias da Acquastudio

As flores de cerejeira (ou sakuras) foram a inspiração da estilista Esther Bauman para o verão da Acquastudio. Tudo muito leve e delicado, como a flor realmente é. Logo, foi uma apresentação com poucos acessórios; sendo assim, o destaque vai para as sandálias bicolores que arrematavam os looks sem pesar, mesmo com salto blocado.

detalhes-acquastudio-spfw-verao2016-041-654x983 Eu-Recomendo-Sakura-Card-Captors-Historia

Assuma que você pensou nela quando leu Sakura. Apenas assuma.

– o chapéu de Lenny Niemeyer

Ô abre alas, que a Lenny vai passar… Inspirada no glamour dos bailes clássicos de Carnaval, a marca trouxe para a passarela peças que gente tem vontade de usar o tempo todo, não apenas na praia. Mas se o clima é totalmente verão carioca, tem que ter um bom chapéu para acompanhar!

detalhes-lenny-niemeyer-spfw-verao2016-031-654x983

– os cintos da GIG Couture

Ah, os anos 1960 (pela terceira vez nessa semana de moda)… Não que eu esteja reclamando, viu? Amo essa vibe ladylike, então GIG, querida, continue assim! As cores doces aparecem combinadas com uma geometria diferenciada – inspirada no trabalho do arquiteto escocês Charles Mackintosh. E o destaque, como não poderia deixar de ser, são as cinturas marcadas, usando cintos com grandes fivelas.

detalhes-gig-couture-spfw-verao2016-002-654x983

– os brincos de Têca por Helô Rocha 

Inspirada no candomblé e nos orixás da Bahia, a marca trouxe ousadia em sua apresentação, que também comemorou os 10 anos de vida da marca. Muitas rendas e bordados criaram um ambiente gipsy poderoso, que não poderia ser complementado de melhor forma do que com maxibrincos com conchas de praia semelhantes às usadas no jogo de búzios.

detalhes-teca-spfw-verao2016-001-654x983

– os lenços/óculos da Iódice

A Iódice foi buscar sua inspiração na região Nordeste e voltou de lá com peças incríveis em tons terrosos e tecido rústico. Os lenços estampados usados na cabeça também marcaram presença, mas de maneira inusitada: como continuação das hastes dos óculos de sol!

detalhes-iodice-spfw-verao2016-0101-654x985

– o colar de Samuel Cirnansck

O estilista quis reproduzir em seu desfile a festa fantasma que o personagem de Jack Nicholson vê em O Iluminado (1980), filme de Stanley Kubrick. Reconhecido por suas criações capazes de tornar qualquer mulher uma diva do cinema, Cirnansck dessa vez colocou os pés no chão – pelo menos um pouquinho. Materiais nobres, como cetim de seda, dão forma a vestidos mais discretos, mas não menos glamourosos e ousados. Que tal esse decote recortado arrematado com um longo colar?

detalhes-samuel-spfw-verao2016-003-654x983

E hoje é o último dia de SPFW! 😦 Mas tenho certeza que essa sexta-feira ainda nos reserva boas surpresas! E você, o que está achando? Comente!